Publicado por: José Irineu Nenevê | 28/02/2019

Ano X – 28/fev

“Dá sempre o melhor de si e certamente o melhor virá” (Madre Teresa de Calcutá, santa católica de origem albanesa, 1910-1997).

A decisão de nos superar para fazer sempre bem feito, nos coloca em sintonia com a harmonia que existe no universo. Quando apreciamos uma obra de arte estamos vendo o resultado final de um esforço de muito tempo em que o artista teve que decidir em fazer por fazer ou fazer o melhor. Alguns estudavam até anatomia para que mesmo o oculto estivesse em conformidade com o melhor. É uma decisão pessoal de sempre fazer o melhor. Recordo-me de uma frase que meu pai sempre dizia: o que merece ser feito, merece ser bem feito. Quantas vezes para acabar logo e partir para outra atividade mais agradável, deixamos de concluir da melhor forma possível, então deixamos de dar o melhor. Se esperarmos uma recompensa pelo trabalho, deixamos de dar o nosso melhor porque a recompensa tomou o lugar que seria da busca da perfeição, o melhor vem da alegria de servir. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

Anúncios
Publicado por: José Irineu Nenevê | 27/02/2019

Ano X – 27/fev

“A primeira virtude é saber frear a própria língua, pois é um semideus quem tendo razão sabe se calar” (Marco Pórcio Catão, político romano, 95-46 a.C.).

A paciência e o silêncio geram calma e confiança. Algumas vezes o silêncio diz mais que mil palavras. “Jesus não lhe respondeu nenhuma palavra, de modo que o governador ficou muito impressionado” (Mt 27,14). É muito difícil ouvir acusações quando estamos errados, mas muito mais difícil é ficar calado quando estamos certos. É sinal de sabedoria. Jesus preferiu a sabedoria do silêncio a se rebaixar em justificativas diante de falsas acusações. Quem fala demais revela suas fraquezas dando chance aos adversários. Esta virtude de frear a própria língua se conquista com o tempo depois de muita reflexão. Frear não quer dizer calar, mas falar somente o necessário na hora apropriada, sem dramas, mas com segurança de modo que as palavras sejam “pesadas” como rochas e não volúveis como plumas ao vento. Saiba falar com sabedoria. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos) 1

Publicado por: José Irineu Nenevê | 26/02/2019

Ano X – 26/fev

“Todo o poder acaba caindo aos impulsos do mal que cometeu. Cada falta cometida por ele se torna, mais cedo ou mais tarde, em um aríete que vai contribuir para derrubá-lo” (Concepción Arenal, advogada, socióloga e escritora espanhola, 1820-1893).

O dirigente que não sabe servir não é digno do cargo. Aríete é uma antiga máquina de guerra, geralmente feita com um grande tronco, apoiado em correntes presas em uma armação, que permitia que este tronco pudesse ser movimentado para romper obstáculos como muralhas ou portões de todo o tipo. Todo tirano ávido pelo poder, vai sendo embriagado pelo que o poder lhe proporciona a seu ego, que vai avançado sempre mais em exercer sua “tirania” sobre os mais fracos até o dia em que tropeça e cai no que criou. Esta é a sina de quem pensa só em si quando ocupa algum cargo de liderança. Quem tem algum poder deve pensar primeiro em servir, como Jesus nos ensina em Marcos 9,35: “Se alguém quer ser o primeiro, seja o último e servo de todos”.  Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

Publicado por: José Irineu Nenevê | 25/02/2019

Ano X – 25/fev

“Amizade, amor, não os sei entender senão como no-los dita a natureza melhorada, nas lições divinas: ‘Quos amo, arguo et castigo’. A quem amo, advirto e corrijo” (from “A Imprensa e o Dever da Verdade” by Rui Barbosa, Alfredo Carvalho).

“Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém” (1 cor 6,12). Uma embarcação para ser manobrada, precisa de mais atenção porque uma pequena ação pode gerar grandes movimentos. Semelhante aos nossos sentimentos que precisam ser bem pensados antes de agirmos porque pequenos gestos ou palavras podem marcar os corações. Qual o pai ou mãe que sabendo que seu filho corre perigo eminente não corre para ajudar e assim evitar uma catástrofe. Isso também é sinal de amor. Assim também age Deus conosco. Para evitar um grande mal no futuro, nos corrige no presente. Na carta aos Hebreus (12,6) nos ensina: “o Senhor disciplina a quem ama, e educa todo aquele a quem recebe como filho”. Também no Apocalipse (3,19) encontramos: “Eu repreendo e corrijo a todos quantos Eu amo”. Amor e amizade vêm acompanhados de cuidados e atenção. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

Publicado por: José Irineu Nenevê | 22/02/2019

Ano X – 22/fev

“O querer é tudo na vida. Se quiseres ser feliz, você será. É a vontade indomável que transporta montanhas” (Alfred Victor de Vigny, escritor francês, 1797-1863).

Nosso querer faz acontecer. Esta vontade pode ser traduzida por fé, acreditar sem duvidar. Veja o que Jesus nos ensina em Marcos 11,23 “Eu lhes asseguro que se alguém disser a este monte: ‘Levante-se e atire-se no mar’, e não duvidar em seu coração, mas crer que acontecerá o que diz, assim lhe será feito”. O trecho importantíssimo, “não duvidar em seu coração, mas crer”. Não adianta pedir, chorar, suplicar, se não acreditar, ou seja, se não tiver fé, vai ser difícil conseguir. Tudo que desejarmos do fundo de nosso coração, sem duvidar, vamos conseguir. Também se o nosso pensamento for que nada vai dar certo, que vai dar tudo errado, isso vai acontecer do jeito que você desejou. Então é muito melhor acreditar e desejar só coisas boas. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

Publicado por: José Irineu Nenevê | 21/02/2019

Ano X – 21/fev

 “Aprender sem refletir no que aprendeu é desperdiçar tempo e energia” (Confúcio, filósofo chinês, 551-478 a.C.).

Pensar é a arte da reflexão. Pergunte a quem ensina matemática qual a melhor maneira de fixar o conteúdo aprendido, com certeza dirá que é fazendo os exercícios da matéria. Ao repetir a teoria aplicando nos exercícios, o “aluno” aprende. O mesmo vale para outras matérias. Após ler um texto é bom pensar no que acabou de ler e imaginar a “cena” que ele trouxe a sua mente. Se mesmo assim não ficou claro, busque outros textos pertinentes para fixar o conteúdo. Quem quer aprender a dirigir, além de estudar a teoria, precisa praticar, só assim terá segurança ao conduzir o “veículo”. Em tudo na vida precisamos pensar e questionar a veracidade do que ouvimos. É semelhante a cozinheira que antes de cozinhar, higieniza tudo para que a comida fique saborosa. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

Publicado por: José Irineu Nenevê | 20/02/2019

Ano X – 20/fev

“Deixe o futuro dizer a verdade e avalie cada um de acordo com seus trabalhos e realizações. O presente é deles, mas o futuro, pelo qual trabalhei tanto, é meu” (Nikola Tesla, físico, matemático, engenheiro eletricista e inventor de origem sérvia, 1856-1943).

Se preocupe em fazer bem feito. Quando éramos crianças muitas vezes gostávamos de matar as tarefas para ir logo brincar. Quando a mãe descobria, tínhamos que refazer tudo bem feito. Quem aprendeu esta lição da mãe evitou muitos problemas no futuro. O que fazemos e como fazemos deixa marcas. Se as marcas que deixamos são boas, elas dizem muito de nosso carácter. Algumas vezes somos até tachados de bobos por procurar fazer tudo bem feito, mas o futuro irá reconhecer o seu esforço. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

Publicado por: José Irineu Nenevê | 19/02/2019

Ano X – 19/fev

“Prestai atenção e tomai cuidado com o fermento dos fariseus e com o fermento de Herodes” (Jesus em Marcos 8, 15).

Cuidado com as palavras muito doces, podem conter o veneno da manipulação. Em panificação a função do fermento é fazer a massa crescer. Seu processo não é visível a olho nu, mas seu efeito se percebe com o tempo. Jesus comparou o Reino de Deus com o fermento que uma mulher ajunta à farinha para fazer pão. Ele faz a massa crescer. Neste caso o fermento do bem está contido no amor a Deus e ao próximo que nos une como irmãos. Mas há também o fermento da discórdia. Jesus adverte os apóstolos para dois fermentos do mal, o dos fariseus e o de Herodes. Eles utilizavam a máxima romana “divida para controlar” (divide et impera). Os fariseus eram um grupo religioso político que se comportava como espiões para denunciar quem se desviasse dos “seus” preceitos religiosos. Por onde Jesus andava sempre os fariseus estavam procurando algo para incriminá-lo. Seu fermento era a manipulação sutil, a mentira, para garantir seu alinhamento com o poder central e assim manter seus benefícios, eliminando quem ameaçasse seus privilégios. Herodes era o governador escolhido por Roma. Tinha seu partido, os herodianos, que viviam infiltrados para denunciar quem se opusesse ao seu reinado. Os dois grupos agiam como fermento do mal porque primeiro semeavam a mentira, a discórdia, gerando desconfiança e dividindo o povo. Seus argumentos eram sutis, pois usavam sua visão e a sua interpretação dos escritos sagrados para gerar dúvidas. Com isso estes dois grupos tinham o controle da população, impedindo quem pensasse diferente de se manifestar. Então Jesus adverte, “prestai atenção e tomai cuidado com eles”. Hoje estes grupos do tempo de Jesus continuam agindo como fermento, mas com outros nomes. Sua ação é desarticular as famílias, grupos de amigos, ações de cidadania e afins, sempre procurando “dividir para controlar”, criando discórdia onde havia amizade. Cuidado, eles estão mais próximos do que você imagina. São lobos com vestes de cordeiro. Como nos ensina Jesus, primeiro olhem seus frutos, árvores boas dão bons frutos, as más os frutos maus ou nada produzem de bom. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

Publicado por: José Irineu Nenevê | 18/02/2019

Ano X – 18/fev

 “A melancolia é o caminho interior para se tornar uma estátua de sal” (Enrique Múgica Herzog, advogado e político espanhol, nasceu em 1932).

Quem vive olhando para trás não consegue ver o caminho a seguir. Melancolia é uma tristeza mórbida que impede de ver o lado positivo dos acontecimentos, fica apegada ao passado, do que foi e já não é mais e tem muita dificuldade em valorizar o agora com esperança em um futuro melhor. No livro do Genesis (19), há a narrativa de uma cidade (Sodoma) que vivia em função dos bens materiais e do glamour que eles proporcionavam sem se importar com a justiça, a honestidade e o amor de Deus. Lá vivia Ló com sua família e eles recebem a ordem de Deus para deixar tudo e sair, pois a cidade seria destruída; “Fuja por amor à vida! Não olhe para trás e não pare em lugar nenhum da planície! Fuja para as montanhas, ou você será mor­to!” (Gn 19,17), mas não poderiam olhar para trás, ou seja, desejar novamente aquele estilo de vida. Na fuga a mulher de Ló olha para trás e se transforma em uma estátua de sal. Ela desobedeceu e ficou pelo caminho. Viver apegado ao passado impede de estar totalmente livre para seguir em frente. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

Publicado por: José Irineu Nenevê | 15/02/2019

Ano X – 15/fev

“Viver é um conjunto de possibilidades infinitas. Não se limite em tentar, faça acontecer” (Ricardo Lima em pensador no Facebook).

Às vezes penso na vida como um grande centro esportivo com possibilidade de praticar diversos esportes. Esportes individuais ou coletivos. Em cada um deles a pessoa pode três tipos de participação, como apreciador (apenas pratica), como competidor (busca se superar) ou como admirador (vê sem praticar). Nas atividades individuais o maior beneficiado é o atleta, pois seu corpo vai responder aos estímulos e ele vai ganhar em melhoria de saúde. Nas atividades coletivas, além do benefício da saúde, vai desenvolver o espírito de equipe, onde o importante é o resultado do grupo, e neste caso, um procura ajudar o outro para que todos saiam ganhando. Neste hipotético centro esportivo, tem atividades para todos os gostos, onde é muito importante participar, pois está em jogo a sua saúde física e mental. A qualidade de sua participação vai determinar o seu futuro. Mesmo assim alguns preferem reclamar da sorte ou ficar “bebendo” em algum lugar. O corpo com o tempo vai sentido os efeitos da falta de treino. Vale também para a vida profissional. O que deixou de ser estimulado vai se “atrofiando” e vêm as doenças. O treinador é a sua força de vontade, seu querer. A escolha é sua. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(23 anos)

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias