Publicado por: José Irineu Nenevê | 23/11/2018

Ano IX – 23/nov

“O ruim não é que a vida prometa coisas que nunca nos dará; o ruim é que ela sempre dá e depois toma” (Juan Carlos Onetti, escritor uruguaio, 1909-1994).

A vida é composta de momentos, mas nenhum é por acaso. De certa forma ela responde ao nosso anseio mais profundo, que vai se concretizando a medida que nos esforçamos para conquistar. Poderíamos comparar a formar um jardim. Você se esforça e com o tempo o vê todo florido e com lindas folhagens. Mas se não der continuidade para mantê-lo, tudo vai se definhando e pode nascer plantas indesejadas. A culpa pelo fracasso não é das plantas, elas seguem ao chamado da natureza, é a negligencia do “jardineiro” que fez perder o encanto. É muito fácil culpar os outros, muito difícil é fazer um bom exame de consciência e admitir que falhamos com nossas obrigações. Somos sentinelas de nossa vida, se dormimos no posto perdemos tudo que conquistamos. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

Anúncios
Publicado por: José Irineu Nenevê | 22/11/2018

Ano IX – 22/nov

“Se ao menos hoje conhecesses o que te pode dar a paz!” (Evangelho de Lucas 19,42).

Paz é presença de amor nas atitudes. Jesus pronuncia esta sentença citada olhando para a cidade de Jerusalém e chorando, sim Jesus está chorando. Se Ele chegou ao pranto é porque tentou de tudo para dar a paz aquela cidade e seus habitantes e não foi ouvido. Não entenderam que a paz começa no coração de cada um de nós e vai se espalhando pelas atitudes de paz e de amor. Pediu também que desejássemos a paz em nossa saudação fraterna. Em vez da paz preferiram o ódio, a mentira, a intriga e todos os vícios daí decorrentes. Não perceberam que o que nós alimentamos em nossas atitudes é que vai se transformar em nosso futuro. Quem semeia paz, paz encontrará, e quem semeia ódio e mentiras, vai encontrar destruição. E Jesus continua a falar: “Dias virão em que os inimigos farão trincheiras contra ti e te cercarão de todos os lados. Eles esmagarão a ti e a teus filhos. E não deixarão em ti pedra sobre pedra. Porque tu não reconheceste o tempo em que foste visitada”. Jesus está na porta de nosso coração para nos visitar. Ele bate para abrirmos e que Ele possa entrar. Depende de cada um de nós. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

Publicado por: José Irineu Nenevê | 21/11/2018

Ano IX – 21/nov

“As virtudes não se alcançam sem esforço; os defeitos não se corrigem sem luta” (Marcelino José Bento Champagnat, sacerdote francês fundador dos maristas, 1789-1840).

Nascemos como a “imagem” de Deus e caminhamos para a “perfeição” (Genesis). Um artista vai utilizar o material disponível e as ferramentas necessárias para criar a sua obra de arte. Um pintor usará a tela e as tintas, um escultor uma base e as ferramentas para esculpir, e assim por diante. À medida que o artista avança em sua criação, vai se revelando o que estava só em sua imaginação. De certa forma somos iguais quando buscarmos melhorar. Aprendemos a andar com certo esforço, a falar, a controlar nossos movimentos, a reconhecer o perigo, a nadar, etc. tudo conforme o ambiente em que estamos inseridos. Também aprendemos a viver em sociedade, valorizando as virtudes e corrigindo nossos defeitos. Nosso corpo tem a tendência para a comodidade, mas “nosso cérebro” quer aprender sempre mais, por isso se esforça para se superar. As pessoas são diferentes em muitos aspectos, mas se iguala no esforço de superar as dificuldades para alcançar a alegria e o bem estar no convívio sadio com todos. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

Publicado por: José Irineu Nenevê | 20/11/2018

Ano IX – 20/nov

“A cortesia é irmã da caridade, ela é capaz de apagar o ódio e fomentar o amor” (São Francisco de Assis, místico italiano, 1182-1226).

Ser cortês é amar com atitudes. A cortesia é um modo de ser educado para com todos, pois somos todos filhos de Deus e irmãos uns dos outros. São Francisco ia além. Tinha a mesma consideração e respeito com os animais, pois também eles são criaturas de Deus assim como nós. Nesta maneira de ver toda a criação como filha do mesmo Pai celeste, de certa forma personificava os elementos da natureza, chamando-os de irmãos, “irmão sol”, “irmã lua” etc. Reconhecia no próximo, principalmente nos menos afortunados, a imagem de Jesus sofredor, que precisava de nosso carinho. Talvez por isso que ele recomendava tanto a caridade no trato com toda a natureza. Quem é caridoso ama sem precisar de palavras, pois suas ações traduzem este amor. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

Links:
Facebook: http://www.facebook.com/bomdiaebomtrabalho
twitter: http://twitter.com/irineuneneve
Blog: https://bomdiaebomtrabalho.wordpress.com/
Mensagens anteriores em www.maikol.com.br
Leia o Livro: BOM DIA E BOM TRABALHO, sabedoria para todos os dias. Ed VOZES.

Publicado por: José Irineu Nenevê | 19/11/2018

Ano IX – 19/nov

“Sobre a imensa Nação Brasileira,
Nos momentos de festa ou de dor,
Paira sempre, sagrada bandeira
Pavilhão da justiça e do amor!”

(do Hino à Bandeira, de Olavo Bilac, escritor brasileiro, 1865-1918).

Hoje é o dia da bandeira. A Bandeira Brasileira, desenhada por Décio Rodrigues Villares, foi adotada oficialmente pelo decreto nº 4 no dia 19 de novembro de 1889, como “símbolo” do Brasil. Nos momentos de emoção, em que nos sentimos irmanados, nossa bandeira nos dá ânimo para seguir em frente. Quem aprendeu a amar o Brasil, desde pequeno, tem em nossa bandeira um sentimento de amor, orgulho e justiça. É até inexplicável a força que exerce no sentimento dos que amam o Brasil. Talvez por isso que cantamos com entusiasmo; “Recebe o afeto que se encerra, em nosso peito juvenil, querido símbolo da terra, da amada terra do Brasil!” (refrão do hino). Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

Publicado por: José Irineu Nenevê | 14/11/2018

Ano IX – 14/nov

“Onde estão os outros nove?” (Jesus em Lucas 17,17).

Um coração ingrato revela uma pessoa egoísta. No direito civil a falta de gratidão dá direito de revogação de uma doação. O contexto desta passagem citada mostra que Jesus passava quando vieram dez leprosos ao seu encontro e gritando suplicam por “compaixão”. Jesus então pede que se apresentem a autoridade eclesiástica da época, que tinha o poder de declarar que estavam curados e voltarem ao convívio social. Pelo caminho percebem que a lepra havia desaparecido. Mas somente um dos curados voltou para agradecer. Jesus sente a ingratidão e pergunta pelos outros nove. Este trecho do evangelho nos faz pensar; quantas vezes agradecemos os dons recebidos de Deus? Como nos sentimos quando alguém se esquece de agradecer um favor que fizemos? Se pedir de novo qual será nossa reação? E quando nos esquecemos de agradecer a Deus a graça recebida, será que Jesus irá perguntar, onde estamos? Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

Publicado por: José Irineu Nenevê | 13/11/2018

Ano IX – 13/nov

 “A raiva não nos permite saber o que estamos fazendo e menos ainda o que dizemos” (Arthur Schopenhauer, filósofo alemão, 1788-1860).

“Quem fala o que quer, ouve o que não quer” (dito). A raiva tanto é uma doença infecciosa aguda caudada por um vírus, como um excesso de irritação ou fúria, motivada por alguma contrariedade. É até natural sentirmos raiva de vez em quando, mas devemos canalizar esta energia de forma positiva para evitar algo negativo. Por exemplo, quando você vai nadar e de repente percebe que não dá mais pé, ou seja, está sem apoio, neste momento você precisa se acalmar para poder manter seu raciocínio e procurar uma saída ou pedir socorro para evitar o afogamento. Com a raiva acontece algo semelhante, isto é, em alguma contrariedade, evitar ser dominado pelo sentimento de intolerância quando perceber que começou a perder o controle, buscar sempre entender as causas mantendo a calma. Só assim vai evitar atitudes agressivas. Se for o caso, se afaste por alguns instantes até recuperar sua serenidade. Lembre-se que é em momentos de raiva que dizemos aquilo que está trancado em nosso coração. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

Publicado por: José Irineu Nenevê | 12/11/2018

Ano IX – 12/nov

“É inevitável que aconteçam escândalos. Mas ai daquele que produz escândalos! Seria melhor para ele que lhe amarrassem uma pedra de moinho no pescoço e o jogassem no mar do que escandalizar um desses pequeninos. Tomai cuidado de vós mesmos” (Lucas 17, 1-2).

Seu comportamento é exemplo para muita gente. No tempo de Jesus, em quase todas as casas, havia um instrumento rudimentar composto de duas pedras circulares, uma de base, com um apoio no meio e outra que sobrepõem com um furo que encaixa na de baixo e por onde se colocavam os grãos para serem moídos. Era um dos moinhos da época. Jesus está preocupado com a formação das crianças e sabe como são vulneráveis a influencia dos mais velhos. Elas aprendem muito com os exemplos dos adultos. E Jesus enfatiza, “ai daquele que produz escândalos”, pois além de cometerem pecado, escandalizam as crianças. Sua pena será dura, mais suave seria, em vez de escandalizar, se atirasse ao mar com uma pedra de moinho ao pescoço, para conter sua inclinação maligna. Conclui dizendo, “cuidado de vós mesmos”; ou seja, em vez de vigiar os outros, preste atenção ao exemplo que você está transmitindo. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

Publicado por: José Irineu Nenevê | 09/11/2018

Ano IX – 09/nov

 “A virtude não teme a luz, pelo contrário, deseja sempre estar perto dela; porque é filha dela e foi criada para brilhar e ser vista” (Frei Luís de León, poeta, exegeta, filósofo e teólogo espanhol, 1527-1591).

“A luz brilha nas trevas e as trevas não a derrotam” (João 1:4). Chamamos de virtude a disposição constante do espírito de sempre buscar o bem e evitar o mal. É uma atitude que se renova todos os dias. Como ela serve de estímulo e exemplo para as pessoas de bem, logo não teme a “luz”, pois é sua fonte de “energia”. Jesus se identifica como luz. “Eu vim ao mundo como luz, para que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas” (João 12:46). “O povo que caminhava em trevas viu uma grande luz; sobre os que viviam na terra da sombra da morte raiou uma luz” (Isaías 9:2). Somos convidados a sermos virtuosos para que brilhe uma luz de esperança para aqueles que andam desanimados. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

Publicado por: José Irineu Nenevê | 08/11/2018

Ano IX – 08/nov

“As verdades da fé não poderiam ser compreendidas pela razão” (Beato João Duns Escoto, franciscano, professor, filósofo, teólogo, chamado de “Doutor sutil”, escocês, 1266-1308).

O que Deus faz é perfeito. O pensamento de Duns Escoto gerou polemica na época em que lecionava e até os dias de hoje, por ter se posicionado contrário a São Tomás de Aquino no enfoque da relação entre a razão e a fé. Achava que a filosofia não deve estar a serviço da teologia, ou seja, ela voa livre em seu pensar. A fé tem sua raiz no coração do homem que ama a Deus independente de qualquer argumento, apenas ama. Bom dia e Bom trabalho! (Reflexão feita por Jose Irineu Neneve).

Bom Dia!
(22 anos)

 

« Newer Posts - Older Posts »

Categorias